Guerra entre Record e revista Veja põe em pauta o jornalismo parcial

Que o jornalismo tem seus bons e mal frutos, todos sabem e não há como evitar que as empresas de comunicação cometam o erro de um jornalismo parcial. Um dos exemplos atuais, é a briga interminável de dois grandes veículos de comunicação, TV Record e revista Veja – uma das maiores do Brasil – são a cada semana, uma atacando a outra, com o objetivo de prejudicar as mesmas.

Todos sabem da repercussão da prisão do bicheiro Carlos Cachoeira, principalmente entre o jornalismo das emissoras da TV aberta, como Globo, Record, SBT, Band entre outras. Na internet, também repercutiu muito.

Mesmo com todo esse escândalo, a Rede Record abriu uma nova polêmica ao caso: o envolvimento de Cachoeira com a revista Veja. A matéria exibida no Domingo Espetacular, um dos seus principais jornalísticos, repercutiu em toda mídia. Gravações foram colocadas ao ar, dando a entender que o bicheiro ‘mandava’ na pauta de uma das maiores revista do país e comemorava quando alguém caia do poder, após a matéria, supostamente ‘mandada’ por ele ter sido publicada. A Veja após a matéria ter ido ao ar, tentou com outras gravações, feita pela Polícia Federal, se ‘inocentar’. O caso de Policarpo  – editor chefe da revista – com Cachoeira ainda não foi encerrado, por isso, não quero opinar sobre um fato que ainda não foi dado como verídico. Caso for verdade, o jornalismo mascarado reinou durante esse tempo todo na revista.

Agora, será que a Record exibiu essa matéria com o objetivo de prestar serviço ao seu telespectador? – o que o jornalismo deve cumprir -. É claro que não. A emissora, adorou colocar no ar, um conteúdo que prejudicaria uma de suas rivais, onde acumula uma briga há alguns anos. Foi um jornalismo parcial, que não mostrou o outro lado, ou seja, o da Veja.

A revista Veja por sua vez, publicou em sua coluna “Radar” que a Rede Record neste ano, teria um prejuízo de R$100 milhões – a emissora sofre uma queda brusca de audiência nos últimos dias -, mas a emissora dos bispos emitiu um comunicado neste domingo (20), desmentindo a nota e afirmando que a revista só quer prejudica-lá.

Veja, assim como a Record, passou o jornalismo parcial, não procurando saber o outro lado, que é a emissora.

A briga entre as duas está colocando em pauta o jornalismo que apenas existe o ‘eu sou o certo e você é o errado’, não há o direito de resposta e defesa. É inadmissível que empresas que tem histórias para contar e vender, tem ainda o amadorismo de ser parcial e mascarado, se preocupando apenas em si e não em que os acompanham – telespectadores e leitores respectivamente – se continuar a existir jornalismo assim, em quem vamos confiar?.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s